Matemática Financeira

Como Calcular a Taxa Interna de Retorno de Fluxo de Caixa “Simples” (Única Entrada e Única Saída)

A Taxa Interna de Retorno (TIR) trata-se da taxa de juros que está compreendida em certo fluxo de caixa, ou seja,  se sabemos qual é o valor presente e  o valor futuro de determinada aplicação, empréstimo, financiamento, investimento entre outros podemos saber qual será a taxa de juros envolvida.

Por meio da Taxa Interna de Retorno (TIR) descobrimos o percentual que remunera nossa aplicação, investimento ou pelo qual efetivamente pagamos para terceiros por meio de empréstimos, financiamentos, etc.

Já abordamos em nosso site a fórmula básica para efetuar o cálculo de Juros Compostos com Fluxo de Caixa simples, aquele de entrada é saída única conforme explicamos aqui. Vejamos a fórmula:

  • VP = Valor Presente
  • VF = Valor Futuro
  • i = Taxa de juros percentual informada pelo problema (ou taxa de desconto)
  • N1 = período do investimento
  • N2 = período no qual a taxa de juros informada é expressa

Por meio de algumas mudanças nas variáveis da equação acima chegamos na seguinte equação de TIR:

Só quando o fluxo de caixa é “simples” (única entrada e única saída) conseguimos calcular a taxa interna de retorno ( TIR ) por meio de fórmula. Demais casos, há a necessidade do uso de uma calculadora financeira ou uma planilha eletrônica ou pelo método de tentativa e erro que irá no máximo aproximar a taxa.
[tabs] [tab title=”Matemática Financeira“] [list style=”link”]

[/list] [/tab] [/tabs]
Mostrar mais

Artigos relacionados

Faça seu comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Ajude a manter este trabalho prestigiando nossos patrocinadores.
%d blogueiros gostam disto: