LinkConcursos.com.br > Área de estudo > Português > O que Significa Resenha

O que Significa Resenha

A resenha descreve fatos essenciais explicitados na obra analisada. Corresponde a um processo de síntese, semelhante ao resumo, mas dele se diferencia por possuir caráter obrigatório crítico, avaliativo em relação ao texto original, que pode se apresentar como literário, didático ou científico.

Resenhar obra cultural, livro, artigo, filme, peça de teatro ou evento, portanto, consiste em informar sobre elementos relevantes de conteúdo, forma e contexto, para que o leitor possa avaliar a importância ou o interesse de procurar o objeto original.

IMPORTANTE

Resenha crítica é a apresentação do conteúdo de uma obra, acompanhada de uma avaliação crítica. Expõe-se claramente e com certos detalhes o conteúdo e o propósito da obra e o método que segue, para posteriormente, desenvolver uma apreciação crítica do conteúdo, da disposição das partes, do método, de sua forma ou estilo e, se for o caso, da apresentação tipográfica, formulando um conceito do livro.

A resenha crítica consiste em leitura, resumo e comentário crítico de um livro ou texto. Para a elaboração do comentário crítico, utilizam-se opiniões de diversos autores da comunidade científica em relação às defendidas pelo autor e se estabelece todo tipo de comparação com os enfoques, os métodos de investigação e as formas de exposição de outros autores.

A resenha crítica apresenta as seguintes exigências:

Conhecimento completo da obra
1. Conhecimento completo da obra; não deve se limitar à leitura do índice, prefácio e de um ou outro capítulo;

Competência na matéria exposta no livro
2. Competência na matéria exposta no livro, bem como a respeito do método empregado;

Capacidade de juízo
3. Capacidade de juízo crítico para distinguir claramente o essencial do supérfluo;

Independência de juízo
4. Independência de juízo, o que importa não é saber se as conclusões do autor coincidem com as nossas opiniões, mas se foram deduzidas corretamente;

Correção e urbanidade
5. Correção e urbanidade, respeitando sempre a pessoa do autor e suas intenções;

Fidelidade ao pensamento do autor
6. Fidelidade ao pensamento do autor, não falsificando suas opiniões, mas assimilando com exatidão suas ideias, para examinar cuidadosamente e com acerto sua posição.

Evidentemente, uma resenha crítica bem feita pode converter-se num pequeno artigo científico e até mesmo num trabalho monográfico, podendo ser publicada em revistas especializadas.

A resenha crítica compreende uma abordagem objetiva (em que se descreve o assunto ou algo que foi observado, sem emitir juízo de valor) e uma abordagem subjetiva (apreciação crítica em que se evidenciam os juízos de valor de quem está elaborando a resenha crítica).

O cientista tem uma capacidade de juízo crítico mais desenvolvido. O estudante esforça-se para o exercício de compreensão e crítica inicial.

A resenha facilita o trabalho do profissional ao trazer um breve comentário sobre a obra e uma avaliação desta.

Na introdução, o acadêmico deve apresentar o assunto de forma genérica até chegar ao foco de interesse, ou ao ponto de vista o qual será focalizado. Uma vez apresentado o foco de interesse, o acadêmico procura mostrar a importância do mesmo, a fim de despertar o interesse do leitor. Por último, deixa-se claro, o caminho/método que orienta o trabalho.

A descrição do assunto do livro, texto, artigo ou ensaio compreende a apresentação das ideias principais e das secundárias que sustentam o pensamento do autor. Para facilitar a descrição do assunto, sugere-se a construção dos argumentos por progressão, que consiste no relacionamento dos diferentes elementos, mas encadeados em sequência lógica, de modo a haver sempre uma relação evidente entre um elemento e o seu antecedente.

A apreciação crítica deve ser feita em termos de concordância ou discordância, levando em consideração a validade ou a aplicabilidade do que foi exposto pelo autor. Para fundamentar a apreciação crítica, deve-se levar em conta a opinião de autores da comunidade científica, a experiência profissional, a visão de mundo e a noção histórica do país.

Nas considerações finais, deve-se apresentar as principais reflexões e as constatações decorrentes do desenvolvimento do trabalho. As referências bibliográficas seguem as normas da ABNT.

Na resenha acadêmica crítica, os passos a seguir formam um guia ideal para uma produção completa:

1. Identifique a obra: coloque os dados bibliográficos essenciais do livro ou artigo que você vai resenhar;
2. Apresente a obra: situe o leitor descrevendo em poucas linhas todo o conteúdo do texto a ser resenhado;
3. Descreva a estrutura: explicite a divisão em capítulos, em seções, sobre o foco narrativo ou até, de forma sutil, o número de páginas do texto completo resenhado;
4. Descreva o conteúdo: utilize de três a cinco parágrafos para resumir claramente o texto resenhado. Nessa etapa você poderá, em cada um dos parágrafos, resumir um dos capítulos ou seções;
5. Analise de forma crítica: nessa parte, e apenas nessa parte, você vai dar sua opinião. O resenhista deve sintetizar o assunto abordado na obra e apontar falhas, erros de informações, lacunas nas teorias expostas, evidenciar novas abordagens, conhecimentos, teorias, tecer elogios aos méritos da obra, desde que tenha fundamento em suas colocações. Ao expor suas críticas, o resenhista deverá informar ao leitor, de maneira objetiva e cortês, as ideias fundamentais da obra. É difícil encontrarmos resenhas que utilizam mais de três parágrafos para isso, porém, não há um limite estabelecido. Dê asas ao seu senso crítico;
6. Recomende a obra: você já leu, já resumiu e já deu sua opinião, agora é hora de analisar para quem o texto realmente é útil (se for útil para alguém). Utilize elementos sociais ou pedagógicos, baseie-se na idade, na escolaridade, na renda etc. Diga, por exemplo, se o texto é de fácil leitura, se exige conhecimento prévio. Esse é o convite para o seu leitor optar ou não pela leitura da obra;
7. Identifique o autor: cuidado! Aqui você fala quem é o autor da obra que foi resenhada e não do autor da resenha (no caso, você). Fale brevemente da vida e de algumas outras obras do escritor ou pesquisador. Quem é o autor ou autores da obra? Busque dados sobre ele ou eles e lance aqui;
8. Assine e identifique-se: agora sim. No último parágrafo, você escreve seu nome e fala algo sobre sua formação.

Estrutura da resenha crítica:

  • » Capa
  • » Sumário
  • » Introdução
  • » Descrição do Assunto
  • » Apreciação Crítica
  • » Considerações Finais
  • » Referências Bibliográficas
  • » Anexos (se for o caso)
Publicado em Português